Connect with us

Nacional

Os habitantes de Auckland devem se preparar para um lockdown mais longo, diz Chris Hipkins

Auckland deve permanecer um pouco mais de tempo no lockdown

Published

on

Os habitantes de Auckland devem se preparar para um lockdown “mais longo ”, pois os casos de coronavírus continuam a ser detectados, disse o ministro da Resposta da Covid-19, Chris Hipkins.

Até agora, o número de pessoas potencialmente expostas ao vírus ultrapassou 10.000, e os locais de interesse subiram para quase 200 no sábado.

Em entrevista ao programa Q + A da TVNZ, Hipkins disse que era difícil dizer quantos casos mais seriam confirmados em Wellington, onde seis pessoas tiveram resultado positivo.

No entanto, é provável que muitos outros casos em Auckland sejam confirmados nos próximos dias.

“Se eu fosse um Aucklander, certamente estaria me preparando para ficar em casa um pouco mais”, disse Hipkins ao apresentador Jack Tame.

Se nenhum caso positivo aparecer em outras partes do país, então as fronteiras regionais provavelmente seriam estabelecidas à medida que diferentes regiões mudassem para diferentes níveis de alerta, disse ele.

A abordagem da Nova Zelândia à epidemia de Covid-19 também enfrenta algumas “questões de longo prazo”, já que o atual surto do Delta colocou o país sob pressão, disse Hipkins.

Enquanto o governo se preparava para que o vírus chegasse ao país, a velocidade e a escala da propagação mudaram as coisas.

“Delta levanta algumas questões importantes com as quais teremos que lidar, menos de 24 horas entre alguém receber e repassar para outros, que é diferente de tudo com que lidamos nesta pandemia até agora – e isso muda tudo.

“Isso significa que todas as nossas proteções existentes começam a parecer menos adequadas e menos robustas como resultado.”

Ele disse que a eliminação ainda é a prioridade, mas pode não ser possível manter essa estratégia no futuro devido à rápida disseminação da variante Delta.

Mas enquanto ele disse que significava que mudanças na estratégia estavam no horizonte, ele não tinha certeza de como isso poderia ser.

O foco imediato foi a eliminação e aumento das taxas de vacinação, disse Hipkins.

No entanto, medidas como bloqueios e fronteiras fechadas não poderiam ser sustentadas para sempre, disse Hipkins, e seriam reavaliadas.

Porém, houve algumas notícias positivas sobre a vacinação, com mais de um por cento de todo o país recebendo uma dose de vacinação na sexta-feira, apesar das restrições de nível 4.

Foi um recorde de 56.843 doses.

Setenta e dois por cento dos kiwis com 40 anos ou mais já receberam a dose ou estão com reserva para recebê-la.

O objetivo do Leiaquibrasil é, antes de mais nada, oferecer três coisas ao leitor: informação correta, imparcialidade e compromisso com a verdade

Nacional

Tragédia de Timaru: Três crianças mortas, mulher no hospital enquanto a polícia investiga

Os envolvidos haviam chegado da África do Sul na semana passada.

Published

on

RNZ/Tim Brown

A polícia que investiga três mortes em Timaru confirmou que os mortos eram irmãos – todos com menos de 10 anos.

Três crianças foram encontradas mortas quando os policiais chegaram a uma casa na Queens Street, em Parkside, pouco depois das 22h de ontem.

O detetive inspetor Scott Anderson, chefe da investigação, disse que a polícia continua na propriedade e pode confirmar que todos os mortos eram irmãos -gêmeos de três anos e um de sete.

Ele diz que também havia uma mulher na propriedade quee que mesma foi transferida para o Hospital Timaru e está em condição estável.

Ele diz que a investigação da tragédia ainda está em seus estágios iniciais, mas nenhuma outra pessoa está sendo procurada até o momento.

O comandante do distrito policial de Canterbury, John Price, disse que a polícia foi notificada pela primeira vez por alguém que estava no local. Também contou com a presença de pessoal da ambulância.

“Muitos de nós somos pais, temos nossos filhos e nosso lado humano transparece, mas temos uma equipe muito profissional trabalhando nisso e seu trabalho é estabelecer a verdade.”

Os envolvidos haviam chegado da África do Sul na semana passada.

Price diz que entende que muitos parentes próximos estão baseados no exterior, em vários países ao redor do mundo. Eles têm uma rede de amigos na Nova Zelândia, mas não têm família.

Nesta fase, a polícia não divulgará mais detalhes sobre as vítimas, diz Anderson.

Ele diz que é muito cedo para dizer quando o exame do local será apresentado. A perícia está trabalhando nesta questão.

O detetive inspetor de Aoraki Dave Gaskin diz que é mais um acontecimento incrivelmente triste após a recente morte de cinco jovens em um acidente de carro.

Continue Reading

Nacional

Covid 19-Auckland registra 11 casos nesta sexta-feira.

O número total de casos do surto no País é de 1.007.

Published

on

Photo: RNZ / Marika Khabazi

Há 11 novos casos de Covid-19 na comunidade hoje, anunciou o Ministério da Saúde.

Todos estão em Auckland e apenas dois dos novos casos ainda não estão vinculados aos atuais.

O número total de casos do surto no País é de 1.007.

Existem também cinco novos casos no MIQ.

Ontem, o ministério registrou 13 novos casos na comunidade, já que os números continuam a cair.

A Diretora de Saúde Pública, Dra. Caroline McElnay, disse hoje que existem nove sub-grupos vinculados epidemologicamente.

Também surgiram 10 sub-grupos não vinculados – dois estão ativos, três estão contidos e cinco estão inativos. Ela disse que isso significa que o país pode estar cautelosamente otimista de que o surto atual está sendo contido.

“O que isso nos diz é que estamos nos aproximando de ter o controle do surto e podemos ser cautelosamente otimistas sobre como contê-lo”, disse o Dr. McElnay.

Cerca de 15.000 testes foram processados ​​ontem – dando uma média de sete dias de 13.000.

A Dra. McElnay disse que mais de 7.000 pessoas em Auckland foram testadas ontem e mais de 58.000 pessoas foram testadas também Auckland na semana passada.

Continue Reading

Nacional

Governo prepara plano caso Auckland desça para nível 3

Ardern disse que o país atingiu outro marco hoje em seu programa de vacinação, com 3 milhões de primeiras doses agora distribuídas em todo o país.

Published

on

Se Auckland diminuir o nível de alerta na próxima semana, o resto do país também verá alguma flexibilização das regras do nível de alerta 2, de acordo com a primeira-ministra.

Jacinda Ardern e o Diretor Geral de Saúde, Dr. Ashley Bloomfield, forneceram informações.

Ardern abordou o atual sistema de nível de alerta e disse que, enquanto Auckland estiver no nível de alerta três ou quatro, o resto do país deve permanecer no nível de alerta dois.

Ela disse que o Gabinete considerou as configurações do Nível 1 e decidiu que o Nível de Alerta 1 permanecerá o mesmo.

“Isso significa que, enquanto Auckland estiver nos níveis de alerta mais altos de 3 ou 4, precisaremos de um nível maior de preparação no resto do país.”

No início deste surto, o Gabinete alterou as configurações do Nível de Alerta 2 por causa da variante delta.

Mas se Auckland passar para o nível 3 na próxima semana, o Gabinete consideraria aumentar a quantidade de pessoas permitidas em eventos como: teatros, restaurantes e afins. no nível 2 para 100 pessoas, disse ela.

“Nosso sistema de nível de alerta nos serviu muito bem no último ano e meio, mas à medida que as vacinas se tornam cada vez mais uma parte de nosso kit de ferramentas, precisamos integrá-las em nosso sistema.”

Os primeiros ônibus de vacinação estão começando seu trabalho esta tarde, enquanto as empresas de Auckland têm levantado preocupações sobre o que define o trabalho “essencial” à medida que o nível 3 cresce, esperançosamente, mais perto da cidade.

Ardern disse que o país atingiu outro marco hoje em seu programa de vacinação, com 3 milhões de primeiras doses agora distribuídas em todo o país.

“Obrigado a todos que foram vacinados até agora. Mas temos capacidade para fazer ainda mais e com ainda mais rapidez”.

Ela disse que o país conseguiu atingir 80% dos vacinados em Auckland nesta semana.

“É a coisa mais importante que você pode fazer para nos ajudar enquanto trabalhamos juntos para sair dos bloqueios.”

“Vacine-se,” finalizou.

Continue Reading

Trending